Perguntas Frequentes

  • Recebendo as vacinas contra hib, meu filho sempre estará protegido contra a doença?
    • Não. A meningite também pode ser causada por outros vírus e bactérias. A vacina contra hib protegerá somente a meningite causada pela hib.

  • A vacina contra Hib pode causar a doença?
    • Não. Apenas a bactéria inteira da Hib pode causar a doença. A vacina contra hib é fracionada, contendo apenas parte do micróbio da Hib.

  • Sendo adulto, eu preciso tomar a vacina contra o Tétano?
    • Todas as pessoas precisam se proteger contra o tétano. Caso não tenha tomado a vacina em 10 anos ou mais, você deve ser vacinado contra tétano. Se você nunca foi vacinado contra tétano durante sua infância, você deve receber uma série de três vacinas anti-tetânicas.

  • Podem-se aplicar vacinas em pessoas que estejam com alguma doença?
    • Evita-se aplicar vacinas em pessoas que estejam com doenças moderadas ou graves. Em quadros leves, elas podem ser aplicadas.

  • Se um esquema vacinal não for completado, é necessário reiniciá-lo?
    • Não. Deve-se somente completar o esquema, independentemente do tempo que tenha se passado.

  • As vacinas consideradas extra calendário do Ministério da Saúde e recomendadas pela Sociedade Bras...
    • As vacinas consideradas extra calendário do Ministério da Saúde e recomendadas pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e pela Sociedade Brasileira de Imunização (SBIm) estão disponíveis apenas em clinicas particulares?

      Não. Algumas vacinas extra calendário estão disponibilizadas nos Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE) para situações especiais.

  • Pacientes imunodeprimidos podem receber qualquer vacina?
    • Nao, as vacinas de vírus vivos são contra-indicadas para esses pacientes, e as inativadas podem ter respostas inadequadas.

  • Crianças que estão recebendo antibióticos podem ser vacinadas?
    • Sim com exceção para  a vacina contra febre tifóide, todas as outras vacinas podem ser aplicadas, desde que a fase aguda da doença tenha passado.

  • Um paciente com hepatite C crônica pode ser vacinado contra hepatite A? E contra hepatite B?
    • Sim. A vacina contra hepatite A tem resposta satisfatória em pacientes com hepatite crônica pelo vírus B ou C. Ressalta-se que a pessoa com doença hepática crônica, uma vez infectada pelo vírus da hepatite A, apresenta-se maior possibilidade de desenvolver doenças graves.

  • A aplicação de diversas vacinas às crianças sobrecarrega o sistema imunológico?
    • Não. O sistema imunológico é capaz de responder a milhares de antígenos, e as vacinas contêm menos antígenos que os agentes infecciosos.

  • Criança vomitou logo após ter recebido a vacina contra rotavírus, deve-se repetir a dose?
    • Não. A dose não deve ser repetida.

  • Crianças vacinadas com Pólio inativada precisam receber a Pólio oral nas campanhas de vacinação?...
    • Crianças vacinadas com Pólio inativada precisam receber a Pólio oral nas campanhas de vacinação?

      9. Crianças vacinadas com Pólio inativada precisam receber a Pólio oral nas campanhas de vacinação?
      Sim, pensando na saúde coletiva, ou seja, na imunidade de grupo que é feita pela  vacina oral nas campanhas anuais do Ministério da Saúde

  • É necessário algum intervalo entre a vacina contra gripe e outras vacinas?
    • Não. A vacina contra gripe é inativada, isto quer dizer de vírus mortos. Por isto pode ser aplicada no mesmo momento e sem considerar intervalo com qualquer outra vacina, seja inativada ou com organismos vivos atenuados.

  • A vacina contra HPV pode ser utilizada em homens?
    • Sim. Somente com solicitação médica.

  • Quem recebe a vacina contra HPV precisa continuar fazendo exame citopatológico?
    • Sim. Deve-se manter a realização dos exames periodicamente.

  • Somente adultos e adolescentes devem receber duas doses da vacina contra varicela?
    • Não. Indicam-se duas doses da vacina para todas as idades. A 2ª dose funciona como um reforço para aumentar a imunogenicidade.

  • Algumas vacinas podem transmitir a doença?
    • Não, nenhuma vacina transmite a doença. O que se espera para qualquer vacina ou medicamento são algumas vezes algum evento associado em geral a pessoa pois as vacinas hoje são seguras e o risco de reação é baixo e raros.

  • Se a primeira dose de BCG não deixou cicatriz, deveremos aplicar a vacina novamente?
    • Sim, o ideal é que se repita apenas mais uma vez. A aplicação deverá ser feita seis meses após a primeira tentativa.

  • Quanto tempo após tomar uma vacina pode-se engravidar?
    • Depende da vacina. para: SARAMPO, CAXUMBA, RUBÉOLA, CATAPORA ou MMR deve-se esperar no mínimo 30 DIAS após a vacinação para engravidar.
      PARA AS DEMAIS VACINAS NÃO EXISTEM RESTRIÇÕES.

  • Estamos protegidos imediatamente após a aplicação da vacina?
    • Não, a proteção inicia-se a partir da segunda semana, em média 15 dias após a vacinação. Depende do sistema imune de cada pessoa.

  • As vacinas podem ter reações?
    • Vacinas e medicamentos podem causar algumas reações. As reações dependem do organismo de cada pessoa.