Chegou a vacina da gripe em nossas unidades!

Postado em: 04/04/2018

A gripe é uma doença altamente transmissível, apesar de ser considerada comum pode ser evitada por meio da vacina. Para se prevenir, é preciso renovar anualmente a vacina contra o vírus. A cada ano, a composição da vacina para gripe sazonal é atualizada de acordo com os vírus circulantes, para garantir a eficácia do produto. A época ideal para a vacinação deve ser entre março e junho; antecipando o outono e principalmente o inverno nas regiões mais frias. Em países tropicais, como o Brasil, os vírus da gripe circulam o ano inteiro, com maior predomínio durante a estação de chuvas.

A vacinação contra a gripe é a mais importante proteção, principalmente em pessoas com predisposição ou portadoras de doenças crônicas mais vulneráveis às complicações da gripe. A pneumonia é a complicação mais grave, frequente e está relacionada a uma das principais causas de óbitos do idoso. Nessa oportunidade, aproveite para se proteger contra pneumonia com as vacinas Pneumocócicca Conjugada 13v e Pneumocócicca Polisscaridica 23v. Essas vacinas além da pneumonia, evita meningite, sinusite e otite.   Características das Vacinas

  • Composição

As vacinas do vírus da influenza para uso na temporada 2018 no Hemisfério Sul foram definidas pelos laboratórios de referência da Organização Mundial da Saúde (OMS) e liberadas para uso no corrente ano pela Anvisa (RE Nº 2.696, DE 6 DE OUTUBRO DE 2017 – Publicada no DOU nº 194, de 9 de outubro de 2017), órgão regulador do País. Para a vacina influenza Trivalente, houve alteração na recomendação de duas cepas, A/H3N2 e B/Phuket, em comparação com a recomendação para Hemisfério Sul 2017 (destaque em vermelho):

Fonte: http://www.who.int/influenza/vaccines/virus/recommendations/2018_south/en/(Recommended composition of influenza virus vaccines for use in the 2018 southern hemisphere influenza season 28 September 2017.)

  • Indicação

A vacina é direcionada à toda população, principalmente, aos grupos de risco 9anexo quadro), pessoas mais suscetíveis a desenvolver complicações ao contrair a gripe sazonal, principalmente em determinadas condições de saúde, como: asma, diabetes, doenças do coração, sistema imunológico debilitado, entre outras. Todas as gestantes em qualquer idade gestacional. As mulheres no período até 45 dias após o parto estão incluídas no grupo alvo de vacinação.

  • Contraindicação

Contraindicada às pessoas com história de reação anafilática (urticária, edema de glote, broncoespasmo ou choque) prévia em doses anteriores, bem como a qualquer componente da vacina ou alergia comprovada grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados. O Ministério da Saúde recomenda PRECAUÇÃO na vacinação dos indivíduos com história pregressa da Síndrome de Guillain Barré (SGB), por falta de evidencias cientificas que comprove se a vacina de influência pode aumentar o risco de recorrência desta síndrome. Os riscos e benefícios devem ser discutidos com o médico assistente.

  • Esquema

O principal objetivo das vacinas é evitar doenças.  A garantia da qualidade de imunização depende sem dúvida da termoestabilidade e de um bom acondicionamento do produto, de forma a garantir a imunidade. Primamos por este cuidado. As vacinas devem ser aplicadas conforme recomendado no calendário, respeitando o intervalo mínimo entre as doses.

CRIANÇAS DE 6 MESES A 35 MESES DE IDADE (2 ANOS, 11 MESES E 29 DIAS)

NÃO VACINADAS

Duas doses de 0,25ml, via intramuscular, com intervalo mínimo de um mês entre as doses.

VACINADAS ANTERIORMENTE

Dose única de 0,25ml, via intramuscular.

CRIANÇAS DE 3 A 8 ANOS DE IDADE (7 ANOS, 11 MESES E 29 DIAS)

NÃO VACINADAS

Duas doses de 0,5ml, via intramuscular, com intervalo mínimo de um mês entre as doses.

VACINADAS ANTERIORMENTE

Dose única de 0,5ml, via intramuscular

CRIANÇAS ACIMA DE 9 ANOS E ADULTOS

NÃO VACINADAS OU VACINADAS ANTERIORMENTE

Dose única de 0,5ml, via intramuscular.

   

  • Procedência das Vacinas

SANOFI PASTEUR é o terceiro maior grupo farmacêutico mundial e o primeiro na Europa, com Sede: Lyon, França. GlaxoSmithKline/GSK: Londres

  • Evento Adversos Pós Vacinação

Evento adverso pós-vacinação (EAPV) é qualquer ocorrência médica indesejada após a vacinação e que, não necessariamente, possui uma relação causal com o uso de uma vacina. As vacinas de influenza sazonais têm um perfil de segurança excelente e são bem toleradas. Por serem constituídas por vírus inativados, fracionados e purificados, não contêm vírus vivos e não causam a doença. A ocorrência de uma reação é possível apresentando dor no local da injeção, eritema e enduração. Ocorrem em 15% a 20% dos pacientes, sendo benignas autolimitadas geralmente resolvidas em 48 horas.   ANEXO – QUADRO

Categorias de risco clínico com indicação da vacina influenza sazonal

 

Categoria de risco clínico Indicações
Doença respiratória crônica Asma em uso de corticóide inalatório ou sistêmico (Moderada ou Grave);DPOC;Bronquiectasia;Fibrose Cística; Doenças Intersticiais do pulmão; Displasia broncopulmonar; Hipertensão arterial pulmonar; Crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade.
Doença cardíaca crônica
Doença cardíaca congênita;Hipertensão arterial sistêmica com comorbidade; Doença cardíaca isquêmica;Insuficiência cardíaca.
Doença renal crônica
Doença renal nos estágios 3,4 e 5;Síndrome nefrótica;Paciente em diálise.
Doença hepática crônica Atrésia biliar;Hepatites crônicas;Cirrose.
Doença neurológica crônica Condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica;Considerar as necessidades clínicas individuais dos pacientes incluindo: AVC, Indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla, e condições similares;Doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular;Deficiência neurológica grave.
Diabetes Diabetes Mellitus tipo I e tipo II em uso de medicamentos.
Imunossupressão Imunodeficiência congênita ou adquiridaImunossupressão por doenças ou medicamentos
Obesos Obesidade grau III.
Transplantados Órgãos sólidos;Medula óssea.
Portadores de trissomias Síndrome de Down, Síndrome de Klinefelter, Sídrome de Wakany, dentre outras trissomias.

Fonte:  Informe Técnico Influenza/Ministério da Saúde Elaborado em 19/02/2018, revisado em 29/03/2018 pela Gerente Médica de Vacinas do Sabin Medicina Diagnóstica Dra. Ana Rosa dos Santos

 

Cepas circulantes

 

 

 

Fonte: http://www.who.int/influenza/surveillance_monitoring/updates/2018_04_02_surveillance_update_312.pdf?ua=1

Tags:      

Comentário (0)

Postar um novo comentário

É preciso estar conectado para postar ou fazer comentários.
Faça o seu login ou clique aqui para cadastrar.

Destaques

Atualização de indicação da vacina da dengue
O laboratório Sanofi Pasteur, fabricante da vacina...
Vacine-se contra Gripe (Influenza) e evite suas co...
A Gripe é uma infecção viral respiratória, altamen...
Vacine-se antes de sair de férias
 Antes de viajar é importante atualizar o cartão d...
Incidência de catapora é maior entre os meses de s...
O aumento no número de casos se deve à mudança cli...
Sabinvacinas emite Certificado Internacional de Va...
O Sabinvacinas oferece mais uma comodidade aos seu...
Diferenciais das vacinas da gripe temporada 2015
Todos os anos ocorrem mudanças nos componentes da ...
Gripe – O que preciso saber
A gripe e? causada pelos vi?rus da influenza. É tr...
Mudanças na vacina de Febre Amarela
Em 2014, a Organização Mundial da Saúde/OMS altero...
Disneylândia tenta tranquilizar público em meio a ...
Após os 59 casos de sarampo confirmados pelo depar...
Especialistas alertam para o risco de hepatite
No dia 28 de julho, é lembrado o Dia Mundial de Co...