Calendário da Mulher

Vacinas para a Mulher

É muito importante que as mulheres estejam atentas ao seu calendário de vacinação. Principalmente aquelas que estão planejando ter um bebê. Existem algumas doses específicas que deverão ser tomadas antes da gestação, a fim de anular ou minimizar certos problemas. Outras vacinas que também são muito importantes para a saúde da mulher estão disponíveis no calendário de vacinação, logo abaixo. Entre elas, a dose para a prevenção do vírus HPV é considerada uma das mais importantes, por se tratar de uma doença que pode levar ao desenvolvimento de câncer do colo do útero.

Mulher
  • Febre Amarela
    • Esquema

      Uma dose (que deverá ser repetida de dez em dez anos), para quem vive ou vai se deslocar para áreas endêmicas.

    • Gestantes

      Em geral, contraindicada. Deve ser considerada em situações de riscos.

    • Cometários

      A vacina de febre amarela, apesar de vacina de vírus atenuado de risco teórico para o feto (e por isso contra-indicada para gestantes), nos locais em que a doença seja altamente endêmica e os riscos de adquirir febre amarela supere os riscos de eventos adversos graves pela vacina antiamarílica, esta deve ser aplicada mesmo durante a gravidez.
      Essa vacina está contra-indicada durante a lactação até que o bebê complete seis meses de idade.

  • Hepatite A
    • Esquema

      Duas doses, no esquema 0-6 meses.

    • Gestantes

      A administração em gestantes deve ser considerada em situações de risco especiais.

    • Comentários

      A vacina de hepatite A é inativada, portanto, sem evidências de riscos teóricos para a gestante e o feto. Deve ser preferencialmente aplicada fora do período da gestação, mas em situações de risco a exposição ao vírus não está contra-indicada em gestantes.

  • Hepatite A+B
    • Esquema

      Três doses, no esquema 0-1-6 meses. A vacinação combinada contra as hepatites A e B é uma opção e pode substituir a vacinação isolada contra as hepatites A e B.

    • Gestantes

      A ser considerada em situações de riscos.

    • Comentários

      Avaliar a situação.

  • Hepatite B
    • Esquema

      Três doses, no esquema 0-1-6 meses.

    • Gestante

      A vacina deve ser considerada em situações especiais de risco.

    • Comentários

      Se ainda não fez a vacina de Hepatite A, recomenda-se, preferencialmente, a vacina combinada contra as Hepatites A e B.

  • HPV
    • Esquema

      A vacina HPV deve ser indicada para a prevenção de infecções por papilomavírus. Duas vacinas estão disponíveis no Brasil: uma contendo os tipos 6, 11, 16, 18 de HPV com esquemas de intervalos de 0-2-6 meses, indicada para homens e mulheres de 09 a 26 anos de idade; outra, contendo os tipos 16 e 18 de HPV com esquemas de intervalos de 0-1-6 meses, indicada para meninas e mulheres de 10 a 25 anos de idade.

    • Gestantes

      Contraindicada.

    • Comentários

      A vacinação de mulheres com mais de 26 anos é considerada segura e eficaz por órgãos regulatórios de alguns países do mundo. A melhor época para vacinar é a adolescência, mas, a critério médico, mulheres com mais de 25 ou 26 anos, mesmo que previamente infectadas, podem ser vacinadas.

  • Influenza - (gripe)
    • Esquema

      Dose única anual.

    • Gestantes

      Recomendada.
      A gestante inclui-se no grupo de risco para as complicações da infecção pelo vírus da influenza. A vacina de influenza está indicada nos meses da sazonalidade do vírus. A utilização dessa vacina pode ser considerada a partir do segundo trimestre da gravidez. Porém, em gestante com condições médicas que aumentem o risco de complicação devido a gripe, o médico deverá avaliar a necessidade da vacinação no primeiro trimestre da gestação.

    • Comentários

      As gestantes são grupo de risco para as complicações da infecção pelo vírus da influenza.

  • Meningocócica C Conjugada
    • Esquema

      Uma dose, mesmo para aquelas vacinadas na infância ou há mais de cinco anos.

    • Gestante

      Deve ser considerada em situações de riscos.

    • Comentários

      Meningocócica C ou Meningocócica A, C, W,135,Y.
      As vacinas meningocócicas conjugadas são inativadas, portanto sem evidências de riscos teóricos para a gestante e o feto. No entanto, na gestação está indicada apenas nas situações de surtos da doença.

  • Tríplice Bacteriana
    • Esquema

      Com esquema de vacinação básica completo: reforço com dTpa (tríplice bacteriana acelular do tipo adulto) ou dT (dupla do tipo adulto), de 10 em 10 anos.

      Com esquema de vacinação básica incompleta (que tenha recebido menos de três doses do componente tetânico durante a vida): uma dose de dTpa, seguida por uma ou duas doses de dT para completar o esquema 0-2-6 meses.

    • Gestantes

      Durante a gestação: para a gestante, mesmo que esteja com o esquema de vacinação contra o tétano em dia, mas que tenha recebido a última dose há mais de cinco anos: uma dose de dT (dupla bacteriana do tipo adulto).

    • Comentários

      A vacina dTpa (tríplice bacteriana acelular do tipo adulto) é vacina inativada, portanto, sem evidências de riscos teóricos para a gestante e o feto e não contra-indicada nessa fase. O uso de dTpa em gestantes é recomendado após a 20ª semana de gestação. No entanto, devemos ressaltar que não há dados que descartem a possibilidade de interferência na resposta imune à vacina tríplice bacteriana aplicada na criança.

      Histórico vacinal: Previamente vacinada, com pelo menos três doses de vacina contendo o toxóide, tendo recebido a última dose há menos de cinco anos.
      Conduta na gravidez: Nada ou dTpa.
      Conduta após a gravidez: Fazer dTpa no puerpério se optou por não vacinar durante a gestação.


      Histórico Vacinal: Previamente vacinadas, com pelo menos três doses de vacina contendo o toxóide, tendo recebido a última dose há mais de cinco anos.
      Conduta na gravidez: Uma dose de dT ou dTpa.
      Conduta após a gravidez: Fazer dTpa no puerpéro, se optou por vacinar com dT durante a gestação.

      Histórico Vacinal: Em gestantes que receberam vacinação incompleta contra tétano, tendo recebido apenas uma dose na vida.
      Conduta na gravidez: Aplicar uma dose de dT e uma dose de dTpa ou dT com intervalo de 2 meses.
      Conduta após a gravidez: Fazer dTpa no puerpéro, se optou por não vacinar com dTpa durante a gestação.


      Histórico Vacinal: Em gestantes que receberam vacinação incompleta contra tétano, tendo recebido apenas duas doses na vida.
      Conduta na gravidez: Uma dose de dT ou dTpa.
      Conduta após gravidez:Fazer dTpa no puerpéro, se optou por não vacinar com dTpa durante a gestação.

      Histórico Vacinal: Em gestantes com vacinação desconhecida.
      Conduta na gravidez: Aplicar uma dose de dT e uma dose de dTpa ou dT com intervalo de 2 meses.
      Conduta após gravidez: Fazer dTpa no puerpéro, se optou por não vacinar com dTpa durante a gestação.




  • Tríplice Viral
    • Esquema

      Uma ou duas doses (com intervalo mínimo de 30 dias) para mulheres com até 49 anos de idade, de acordo com histórico vacinal, de forma que todas recebam no mínimo duas doses na vida. Dose única para mulheres com mais de 49 anos de idade.

    • Gestantes

      Contraindicada.

    • Comentários

      (Sarampo, Caxumba, Rubéola)

      Vacina de vírus atenuados de risco teórico para o feto, portanto, contraindicada em gestantes.

  • Varicela
    • Esquema

      Duas doses com intervalo de dois meses entre elas.

    • Gestantes

      Contraindicada.

    • Comentários

      As vacinas de VARICELA, FEBRE AMARELA e TRIPLICE VIRAL se não aplicadas no mesmo dia (simultânea), dar intervalo de 30 dias entre as aplicações.

Notícias

O contágio do Rotavírus
O rotavírus é muito contagioso. As pessoas infecta...

Artigos

O uso do paracetamol e a vacinação
A revista “The Lancet” (2009;374:1339-...
Perigo da febre tifóide não termina quando os sint...
Mesmo que os sintomas parecem ter sumido, você ain...
Vacinas no processo de adoção
Para as famílias, considerando adoção internaciona...

Mitos e Fatos

Mito: A vacina contra Hepatite B não pode ser toma...
Fato: Sim, a vacina Hepatite B pode ser tomada jun...
Mito: Adulto não precisa tomar a vacina contra a M...
Fato: Como um adulto, você deverá receber a vacina...
Mito: A vacina do tétano é dose única
Fato: Como a imunidade ao tétano diminui ao longo ...